31.8.13

OI

Se você me segue, como aliás SÓI, mudei pro wordpress. 

Mesma coisa: Menina do Didentro.

30.8.13

I'm a hormonal mess

Nos últimos dois dias da minha vida:

  • fiz 2 pessoas chorarem;
  • chorei litruz no meu cubículo;
  • fiz uma lágrima máscula rolar sobre uma barba dura.
Duas adevas do escritório choraram porque eu contei finalmente que MEU PASSAPORTE CHEGOU! ESTOU INDO DE VOLTA PRO BRASIL! e aí me perguntam: Mas e o outrora Menino Mais Lindo do Mundo, também vai? 

E eu:
FLAT LINING
Maior cara de paisagem. 

Aí tenho que explicar que não, que rola um divórcio feliz (cof!) e aí as pessoas começam a chorar porque, né?  Uma delas veio me abraçar, dei quase um passinho pra trás e deixei os braços largados/moles ao lado do corpo porque, gentê!, I'm. Ou. Quei.  Seriously. Americanizei-me?  Que o Brasil é muito longe, mas é minha casa, que eu sou tão gente boa, que eu sou tão engraçada, que a ética protestante do trabalho, etc.  DUAS pessoas de nariz vermelho - nenhuma delas eu.

Hoje o adevo escroto pra quem eu lambo envelopes me pega no chat corporativo e diz que voltou atrás, que ele não está ouquei com o fato de eu ter decidido ir embora.  Essa pessoa é difícil que você não faz uma ideia, mesmo porque até o momento só quem sabia dessa dificuldade eram o outrora MMLDM, cujas orelhas enchi de reclamações diárias, minha chefe e: 

TODO MUNDO

Porque não deve haver  quem não perceba que eu:

TIPO O DIA INTEIRO (daqui)
Sendo que o principal causador da minha epistaxe que não é  (que eu gosto de chamar de hemorragia CEREBRAL) é o tal escroto, que não sabe dizer thank you. Nem sorry. Pra quem eu respondo as mesmas perguntas mileuma vezes porque se o e-mail tiver duas linhas, ele só lê as duas primeiras palavras. E outras coisas. Que contando assim parece desimportante, mas quando se somam as mil vezes, a coisa pega. 

Aí ele diz que não está ouquei com minha saída. 

E eu vou: 
não ligo pra dinheiro, a não ser pra viver confortavelmente, e pra mim o que importa é ter conhecido pessoas bacanas, gentis, de boa índole e meu jeito deu botar um esforço na vida é aparecer aqui todo dia no trabalho, show up, fazer o melhor que eu posso; e se por dizer que retira seu ouquei você quer dizer que eu fiz sua vida um pouco melhor no trabalho, então, valeu, missão cumprida.
E ele: 
Era isso que eu quis dizer, mas também que você não pode pedir demissão!
E eu:
OH SHUT UP, you're gonna be fine. 
Aí choro.  Porque é o mais perto de falar thank you que ele consegue.  Sendo que nunca. O filhadapoota espera eu pedir água e bater a mão no tatame. 

(Também porque a outra moça que lambe envelopes e que vai ficar lá segurando as pontas não tem a MENOR condição, nível marcar voo com escala, com 20 minutos entre um voo e outro.  Nível escrever "Thank You" com you em maiúscula que me tira do sério porque eu sou chata.  E por aí vai. E ele super sabe.)

Por último, a lágrima máscula caiu sobre a barba dura de Ateu Limpinho porque eu fico sorrindo bestinha e ele me pergunta por quê e eu digo que é só porque Craudinho. 

Fim.

Esperando a TPM passar porque, primeiro, chega de causar choro, e porque quando eu estou assim, cada vez que Chazão come um chiclé mascado do chão me dá UMA TRECA. E ele faz isso todo dia. Várias vezes por dia. 

P.S. Fui de tênis hoje porque o que eles vão fazer? ME DESPEDIR? Minúsculo ato de desobediência civil.  Isso e o fato de minha produtividade ter despencado uns 60% porque eu só fico no chat do Feicebuqui cultivando a psicopatia com Ateu Limpinho.  E o fato deu sair pra "almoçar" e ficar hora e meia olhando cor de esmalte ou ir comprar underwear ou descobrir depois de 7 anos de EUA que o tamanho do meu sutiã é 32D e o tamanho do meu anel é 6.

27.8.13

É muito brega mandar essa musiquinha pra você, Ateu Limpinho?



Mandei mesmo assim.  Tó.

Blogue muralzinho de recados: porque eu TENHO 16 anos.

Uma Educação

É de família querer educar.  Meu pai, por exemplo, acha que tem que educar motorista FDP que vai embicando o carro na sua fila, em que você NÃO pacientemente esperou tipo meia hora pra sair, sei lá, na 23 de Maio em horário de pico.  Aí ele vai indo beeeeeem pertinho do carro da frente e não deixa. E buzina. E faz tchauzinho. E mostra o cacetete com que ele anda embaixo do assento (não me pergunte). No trânsito, meu máximo é xingar as pessoas de meu senhor e minha senhora. Mas o sítio de parezinhos me tira do sério. 
olá tudo bem adorei suas palavras, simples e objetivas, será que podemos conversar melhor, acho que uma amizade é o inicio de tudo,  ser quiser me conhecer ficarei feliz, me add no Skype bibibibibi te aguardo ansioso beijão  
Respondi: De simples e objetivas nada tinham. Sinal de que NÃO VIU MEU PERFIL.  Gonguei.
Acho que vou entrar de novo e dizer: 

1. Pontuação
2. LEITURA de perfil
3. "Me add"
4. MIMATAJÁMORRI
5. E É CASADO POURRA SITOCA!


26.8.13

Dr. Terapeuta me diz assim

Que tudo bem ficar feliz e empolgada com as coisas acontecendo - possível emprego, e especialmente possível ateu limpinho pra chamar de meu -, mas que com cuidado pra não deixar consumir a vida. 

MUITAS EXCLAMAÇÕES

Agora já era. 

#MIFUDI

23.8.13

Correspondência pra ateu limpinho: Esse é o primeiro dia minha vida (AGORA AGUENTE A PSICOPATIA)

Fico assim super meudeus que foi que eu fiz. Fico assim super agradecida mesmo, se por acaso eu estiver errada e houver a Quem agradecer. Por haver esse Craudinho no mundo que fala miríade, que fala cujo, que em cujo olho entra um cisco másculo que faz com ele chore (quase) ouvindo música de primeiro dia da minha vida, que faz música. [Nota da Editora: cortei, porque a psicopatia era muito grande]. Mesmo sendo só palavras ou letras que seus dedos digitem e sua boca falem, mesmo assim, é como se estive aqui. Um Craudinho

que está aqui mesmo estando aí. 

Que está aqui quando eu saio na rua e fico pensando enquanto eu passeio com o cachorro e está no ônibus comigo e quando eu escovo os dentes e ponho o pijama ou visto a roupa pra ir trabalhar e como sucrilhos de chocolate de manhã e faço lista do supermercado, passo roupa, assisto novela, falo com minhas amigas, posto bobagem no Feice, trabalho, fico contente e fico poota, faço carinho no meu cachorro na hora de dormir, tomo banho, lavo as roupas e a louça, varro o chão, abro as cortinas de manhã e fecho as cortinas à noite, faço comida quando eu lembro de que tenho que comer alguma coisa, e leio um livro por três segundos porque não consigo ler mais do que isso agora, porque Craudinho entra na trama do livro ou eu quero perguntar a Craudinho o que ele acha disso ou daquilo, fumo meu milésimo cigarro, assino meu divórcio (feliz!) e volto pra casa correndo pra poder ouvi-lo, e continuar ouvindo, e ouvir mais porque quando eu ouço a voz de Craudinho não há flat line que não oscile, não há ecocardiograma que não demonstre o que eu tenho dificuldade em mostrar, e pra poder ver Craudinho, ver Craudinho com cara de bobo que me faz ficar com cara de besta, ver Craudinho sorrindo que é a melhor coisa que há, ouvir Craudinho rindo e rir junto, e vê-lo, e ouvi-lo e aprendê-lo e 











pausa 








pra olhar a sua cara e imaginar você








outra pausa








pra eu conseguir voltar a pensar dois pensamentos que se conjuminem







pausa









pra acender o milésimo primeiro cigarro









[Nota da Editora: cortei de novo.  Estava scarily psicopata.]

Já escolhi a minha palavra de pé do (seu) ouvido. 

Não vai ser a mesma que a minha mas acho (espero) que signifique a mesma coisa. 

Farewell Philadelphia

Vista da janela de casa
Um dos restaurantes preferidos

22.8.13

#SOML

Mensagem que mando à coleguinha no chat no começo do dia:

We're like insane, high-on-drugs 16-year-olds.
O tempo passa. O reloginho tique-taca. Tenho certeza de que vinte horas se passaram pra eu poder ir embora.

Mas não. 

Só 5 minutos. 

Finjo que trabalho um pouco. 

Get me out of here.

MUITAS exclamações.


Tornei-me dessas pessoas extremamente irritantes que consultam o celular a cada segundo porque nunca se sabe se a luzinha estará verde ou não. 

Mensagem no chat que eu recebo da coleguinha em momento aleatório do dia:

Ha! 
I caught you at it at again! 
Thinking 
About that dude!
LEIA TUDO EM CAPS LOCK porque, tipo: 


É VERDADE

E você tem que ficar alarmado, porque é de ficar ALARMADO.

Oi. Eu vivo vida de quem tem 16 anos, só que não. Vou dormir às quatro - QUATRO - da manhã por causa da psicopatia.  Fico tremendo o dia inteiro por falta de sono e ingestão de baldes de café aguado. Volto pra casa e tento dormir e evitar que a decadência do corpo humano se instale mais rapidamente e não consigo. Tenho mil ideias o tempo todo, tenho mil posts, mil planos na cabeça. 



OLHAHORA desse post

Vai vendo.

19.8.13

Best of all, there is the air.


Best of all, there is the air. Yes. And little by little, I have learned to live inside it. The air and the light, yes, that too, the light that shines on all things and puts them there for my eyes to see. There is the air and the light and this best of all. Excuse me. The air and the light. Yes. When the weather is good, I like to sit by the open window. Sometimes I look out and watch the things below. The street and all the people, the dogs and cars, the bricks of the building across the way. And then there are the times when I close my eyes and just sit there, with the breeze blowing on my face, and the light inside the air, all around me and just beyond my eyes, and the world all red, a beautiful red inside my yes, with the sun shining on me and my eyes.

Auster, Paul. The New York Trilogy - City of Glass. p. 21-22, Faber and Faber, 1987 - 2004.

Mais coisas que eu escrevo pro ateu limpinho

As urgências

Pelas quais eu te liguei eram duas. 

1) Só chamei porque é grande ________ - Qual é a música? Uma nota, maestro Zezinho. E complete a frase. 

2) e era pra dizer, e eu não disse, que eu acho você lindo.

LINDO. 

Tipo LINDO DA FELÍCIA de tão lindo. 

Achei melhor escrever pra você guardar e ler durante o dia. Não gostei de ouvir sua voz triste. Não é de boa, que eu sei. Não sei se serve só eu ser xirlíder. Mas fica sendo como se fosse, mesmo que não seja igual. 

Queria estar aí pra te apertar.

Sinta-se apertado. 

Vou te dar um minuto pra você se sentir apertado. 








Pronto. 

E queria daí ouvir por que você esta triste pra ver se eu poderia fazer alguma coisa pra você não ficar. 

Mesmo que fosse só te apertar mais. 

Ouvir sua voz me dá UMA COISA. 

Uma coisa no meu coração peludo. 

Aí eu penso na sua cara de dã. 

E me dá MAIS DA MESMA COISA. 

E BEM MAIOR. 

Estou super psicopata por você. 

(O autocorretor quase escreveu porn, mas eu apaguei.)

Psicopatia por você é igual a sentir aquele buzz de quem está começando a ficar embriagada.

S2

Caraca, vou postar isso no blogue - vai ser tipo "eu te < 3 e vou gritar pra todo mundo ouvir". Mas acho que a parte da psicopatia ia assustar minha sobrinha.*




Claudiô. 





É pra ler seu nome e ouvir como se eu estivesse dizendo pra você. 









Claudiô








Claudiô





*ABAFA

16.8.13

Correspondências que a gente manda quando está em estado completo de psicopatia S2

Criei um tumblr


Que chama


soheresmynumber

Sacou?

Mas aí não coloquei nada lá.

Ia ser lindo botar tudo isso que a gente escreve no tumblr.

Ia ser o maior e melhor tumblr do mundo de S2.

E as pessoas iam ficar oooooiiiinnnn o tempo inteiro lendo o tumblr.

E iam fazer fila na porta da Depilsan pra depilar os corações peludos.

A gente ia aquecer a economia do setor terciário no Brasil, tão grande seria a demanda por esses serviços.

Nós dois, sozinhos, íamos aumentar o PIB do Brasil pelo menos uns S2%.

Daí a gente ia fazer a pirâmide etária do Brasil pirar nas próximas décadas porque todo mundo ia querer sair às ruas pra procurar um parzinho. Ia ser um fenômeno tal que ia até ser pergunta de vestibular de geografia humana. A gente ia ser assunto de dissertação na FUVEST.

15.8.13

O melhor dia da minha vida dos EUA

Você pensa que foi quando o outrora MMLDM foi me pegar em Jota Efe Cá ou quando eu finalmente comecei a amar o pãgui mais Cujo desse mundo, mas não. Foi o dia em que vi PAUL AUSTER (#TIAMO #DARIA PRA VOCÊ) num evento da biblioteca. Fui eu lá e ao meu lado estava sentado um moço que era look-alike de @RICKY GERVAIS, aí pronto. Ricky Gervais, com quem eu teria um threesome se ele topasse se juntar a mim a Paul.  Quase chorei por dentro, mas não dei pinta, fiquei super #abafa, e só isso de ver o Paul e o Ricky já serviu pra fazer meu coração explodir, sem dar mais pra segurar.  MELHOR NOITE DA MINHA VIDA.

Quis dizer ao quase Ricky Gervais como ele tanto se parecia ao real, mas daí não, porque como ele poderia saber que eu tenho esse sonho secreto de dar para Ricky?, sendo que com Ricky, né?, só com MUITO AMOR? Modos que permaneci calada e só abri a boca ao defrontar-me com PAUL AUSTER  pra dizer TIAMO SEU LINDO, só que não, porque na verdade eu só respondi ao que Paul perguntou pra mim, do tipo de onde você é (Brasil) e se eu ia sempre ali (não, eu vim aqui só pra te ver), e aí, no fim eu APERTEI A MÃO DE PAUL AUSTER, isso tudo antes dele autografar meu livro. 


Repare como a foto está tremida porque sequer consigo
pensar nas mãos macias de Paul Auster sem tremer
Esse livro eu ainda não li, mas garanto que já amei.  Paul Auster, chutabunda de Siri por mim. Aos demais, mordam-se de inveja.

13.8.13

Gugleiros

Pessoa cai aqui procurando "rações de ser psicóloga". Não entendo. Ração de ser psicóloga não sei o que é. Mas se estiver procurando rações que a levem a se tornar psicóloga, já adianto que não tem. Se estivesse eu estaria me alimentando exclusivamente delas. Diz que te quem fazer faculdade pra poder ser psi. Desculpe desapontá-la. 

12.8.13

Quero e Preciso

Quero:

Preciso:
Camiseta. Make it so.

Quero:
Outra camiseta.

Preciso:
Melhor calçola do planeta. Eu gosto de ser avó.


Sonho acordado um segundo

Que você vai ligar
O telefone que toca
Eu digo alô sem resposta
Mas não desliga


#SOML nas últimas semanas

9.8.13

Pera - é que eu tô sozinha em casa e só tem o Chazão pra conversar comigo

Aí eu aproveitei que ainda ganho em dólares e quis fazer mais esse investimento na minha vida emocional (além do Dr. Terapeuta) e assinei a peeca do sítio de parezinhos PRAQUÊ?, pra achar o ateu limpinho e agora eu tenho acesso ilimitado a inúmeros fubazeiros me mandando email dia e noite. Minha diversão é responder e tentar educar os usuários:
q local de sp tecla ?
aceita falar por fone?
bjps 
Desculpa, já achei que tinha te bloqueado porque VOCÊ NÃO LEU O MEU PERFIL. E fala "teclar". E errou quando digitou "bjos", sendo que essa não é nem uma palavra e seu email tem 10 palavras. Corretor de texto rulez.
_________



Olá [meu apelido],
Nada é pequeno no amor. Quem espera as grandes ocasiões para provar a sua ternura não sabe amar. Não acha?
Abraços 
Não. 
________ 
Se meu perfil te interessar, (SOMENTE SE INTERESSAR) deixe recado. :)

Bjo 
Se você está aqui no sítio de parezinhos e está se esforçando pra achar um parzinho, ficadica: leia o perfil da pessoa pra quem está escrevendo. Mostre um mínimo de interesse. Não me interessei.
Próximo. 
________


Oi [meu apelido], vi sua foto e adorei. Quer ver a minha foto? Dá uma olhada no meu perfil, caso goste entre em contato!
Abraços
[apelido do fulano]
 
Foto? Você viu minha foto e adorou? E quer que eu veja a sua foto?
Mas você não leu meu perfil. Então não vou ler o seu.
Abaixo os e-mails em massa!
Próximo.
________

Oi tudo bem? Gostaria de te conhecer e quem sabe te mimar. add skype piripiri@something.com  
bjos   
Você não viu o meu perfil. E fala "add". Bom, pelo menos não fala "me add". Mesmo assim. 
_______

Vi, gostei e como não sou de nhenhenhe o que acha de programar o fds com antecedência?...??  
vamos ou não vamos nos ver???

Não vamos porque você não viu meu perfil. Se não gasta 5 minutos pra ver o perfil, porque eu vou gastar horas da minha vida pra ver você? Já gastei 30 segundos escrevendo esse e-mail.

O último não mandei porque achei muita maldade. 

Also, pior coisa que eu fiz na vida de colocar que eu sou mestiça no coiso.

Juro

Que demorou tipo um hora pra passar a taquicardia que não me deixou ODIAINTEIRO hoje. Muito estresse. Muito, mas muito! estresse hoje no trabalho. Fiquei no ônibus quase respirando dentro de saquinho de papel porque eu trabalhei o dia inteiro e mais 4 pessoas trabalharam o ia inteiro num projetinho que deveria ser simples e indolor SE as pessoas se dignassem a ler meus emails e seguir minhas instruções. Que ninguém quer, porque ninguém quer fazer nada que faça sentido.


Acho que minha chefe está com câncer de novo. Ela quase chorou no telefone quando eu liguei (20 vezes por 20 minutos) pra falar que eu não tenho a menor condição de  ficar fazendo papel de mãe de marmanjo pra segurar na mãozinha de advogado e mandar  ter responsabilidade pelo que faz...ZZZZZZZZ. Tadinha.  Depois ela me falou que quer me promover ano que vem, que o pessoal do escritório está super a favor, que acha que CONQUISTAREI O MUNDO, sendo que. Gentê - eu tenho coração. Talvez um pouco peludo, mas tenho. A voz ficou assim quebrandinho e ela disse que tinha recebido uma ligação difícil e não faz muito tempo ela foi fazer uns exames.

AGORAGUENTA CORAÇÃO SANGRANDO.

(Tô com essa mania agora de escrever com maiúsculas para demonstrar ênfase.)


Eu termino o chat com meu irmão (o que é igual a mim, ou melhor, ao contrário - eu sou igual a ele) agradecendo por ser irmão ótimo e amado e ele me responde com reticências.  Meu irmão não aguenta declaração de amor. Por isso eu faço todas as vezes que falo com ele.

Amanhã vou cortar o cabelo pra ficar mais juquinha, vou ao correio e absolutamente tenho que passar uma meia dúzia de camisas. Tomara que minha amiguinha senhorinha esteja em casa pra eu pode ir lá tomar café - eu não faço mais em casa porque acho desperdício fazer café pra um só. 

O Chazão está aqui deitado do meu lado, num tapetinho de banheiro, porque ele não deita no chão duro, mascando um ossinho que dei pra ele. Eu fico falando que ele é o bicho mais lindo do mundo, ele para, olha pra mim com esses olhões, abana o rabinho, e eu morro de fofura.

Sem mais,

Só eu mesmo pra arrumar SARNA pra me coçar com o meu dom da busca nosítio de formar parezinhos

Em tempo recorde, encontro rapaz:
  • ateu
  • limpinho
  • com coisas pra falar
  • semi-nerd
  • inteligente
  • engraçado
  • que sabe usar verbo "haver" em construções do tipo "há dias"
  • que é o contrário de doer nos olhos
  • que tem um sotaque todo trocado que é muito gostosinho de ouvir
  • que escreve coisas meio Microserfs (Douglas Coupland), meio Then We Came to the End (Joshua Ferris)
  • prendado
  • de barba (!!!!)
  • de barba (!!!!)
  • de barba (!!!!)
Quer dizer. O negócio de formar parezinhos tipo funciona. Aí, a pessoa (eu) fica dã, fica sorrindo à toa, fica compondo emails na cabeça o dia inteiro e pensando em posts secretos - isso assim, em poucos dias - fica pensando em voltar pra casa correndo pra ver o pretê ateu limpinho e falar com o pretê ateu limpinho e bater papo com o pretê ateu limpinho. De barba (!!!!!).

Mas será que funciona mesmo esse negócio de sítio de formar parezinhos? Porque o rapaz:
  • ateu
  • limpinho
  • com coisas pra falar
  • semi-nerd
  • inteligente
  • engraçado
  • que saber usar verbo "haver" em construções do tipo "há dias"
  • que é o contrário de doer nos olhos
  • que tem um sotaque todo trocado que é muito gostosinho de ouvir
  • que escreve coisas meio Microserfs (Douglas Coupland), meio Then We Came to the End (Joshua Ferris)
  • prendado
  • de barba (!!!!)
  • de barba (!!!!)
  • de barba (!!!!)

Mora longe.  Mas não é longe Moóca ou Butantã. Nem Taboão da Serra ou Carapicuíba. Não é assim eu sou da Zona Sul/Centro e ele é de Guarulhos. É em outro estado

Tá bom. Outro estado já é melhor que em outro país. 

Eu já estava me achando esperta limitando a geografia na busca lá no coiso de achar meninos.

Se eu estivesse no "Namoro ou Amizade", já sabe o que o Silvio Santos iria dizer, né? A idade bate, a altura (não) bate, mora longe?, tem carro?".  O carro nem resolve, Silvio. Pergunta se eu tenho um jatinho.

Tá, eu sei. Eu nem aí estou e, quem mandou ficar procurando, porque como disse meu terapeuta quando eu reclamei do nível de fubazeiros bagaceira que eu tinha encontrado no sítio de parezinhos: "All  it takes is one." Indeed. E aí eu fico aqui de chorumela com a coisa toda sendo que FUI EU quem ficou lá escarafunchando e usando o dom da busca que Deus me deu, pra quê? - pra ficar aqui de mil mimimis.

Mas também não é assim também que ele mora no ACRE/RORAIMA/RONDÔNIA.

(Me deixa)

De modos que a pessoa pensa: pode ser, né?, porque ficar dã é tão bom. 

(Me dei-xá!)

Pai? Você não lembra mais o endereço do blogue, né? Porque meu pai disse: "CHEGA dessa coisa de internet, minha filha, que você já viu que não dá certo." Duas vezes já, né?

Ou três. 

(Talvez?)

Third time's the charm. Or so they say.

ABAFA

P.S. Andréa, Raquel - é favor não me julgar. 
P.P.S. Meu terapeuta disse que eu tenho dificuldade em expor meus sentimentos. How's that for you, Dr. Terapeuta?
P.P.P.S. Call me maybe.
P.P.P.P.S. Vamos ver quando o pretê ateu limpinho vê isso aqui.

7.8.13

Outra listinha


  • saudade de quando a Iaiá sentia um cheirinho gostoso quando eu descia da escada da casa dela e dizia que era cheiro de tia. 
  • Eleanor & Park explodiu - explodiu! - meu coração = S.O.S. 
  • eu não mando Be My Boy pra qualquer um
  • hoje é dia de terapia e agora eu tenho medo de terapia e, mais, eu tenho motivos pra ter medo de terapia
  • saudade de quando eu era jovem e tirava fotos
  • falando eu fotos, tenho umas pra revelar que eu tirei o ano passado - será que dá?
  • quando eu digo que eu sou jovem senhora, não estou mentindo. Estou me sentindo velha e enrugada. Meus cremes de ficar pra-sempre-jovem obviamente não funcionam - falei que achei rugas? Pois é, achei. 

The More Loving One - read by W. H. Auden


Looking up at the stars, I know quite well
That, for all they care, I can go to hell,
But on earth indifference is the least
We have to dread from man or beast.

How should we like it were stars to burn
With a passion for us we could not return?
If equal affection cannot be,
Let the more loving one be me.

Admirer as I think I am
Of stars that do not give a damn,
I cannot, now I see them, say
I missed one terribly all day.

Were all stars to disappear or die,
I should learn to look at an empty sky
And feel its total dark sublime,
Though this might take me a little time.


Morri pra sempre - explode coração. 

6.8.13

Agora aguenta coração, já que inventou essa paixão

 Eleanor & Park
Na aula de inglês, o professor pergunta por que Romeu e Julieta sobreviveu 400 anos.  Park responde: "Because..."he said quietly, looking at his desk, "because people want to remember what's like to be young? And in love?" E depois: "Is that right?"

That's right, all right. 

Não dá mais pra segurar, explode coração.

Chega a doer de tão fofo. Porque eu sou jovem senhora mas pego livros nas estantes de adolescente na biblioteca. Pra lembrar, né?, de como era ser jovem e estar apaixonada. Nem terminei de ler ainda, mas já amei tanto. Cada página quebra meu coração em mil pedaços com mil delicadezas.


"Maybe Park had paralyzed her with his ninja magic, his Vulcan handhold, and now he was going to eat her.
That would be awesome."


Espero não chorar no escritório. Outro dia chorei lendo:


Me Before You
Tive que me segurar pra não chorar, tive que ir ao banheiro assoar o nariz e fumar um cigue lá fora pra me recompor. Parece tão clichê, mas não é. Moça simples que vai cuidar do moço rico, amargo, triste, mal humorado porque paraplégico e, né?, já viu o que vai acontecer. Fim da história - chorar mil litros. Não vá por essa descrição minha que está muito sem sal e não faz jus. Leia, se puder, a crítica no NY Times.

P.S. Dei uma sapeada e tem pra baixar por aí. 

5.8.13

"Alguém? Alguém?"- pergunta o professor em Curtindo a Vida Adoidado e pergunto eu também

Sou uma mestiça (meio japonesa) e totalmente nerd (mas sob controle- eu sou legal). Dá pra ver na cara - cabelinho curto e óculos. Amo ler - muito! - e conversar sobre as coisas da vida - grandes e pequenas. Desde do que vai acontecer à Terra quando o sol apagar até sobre o que aconteceu no dia. Ótima pra dar conselho, super observadora - gosto de olhar pessoas e inventar histórias. 

Sou resguardada e amiga de poucos, mas fidelíssima, sempre disposta a ajudar em tudo que posso. Muito honesta. Às vezes demais. Sem paciência pra joguinhos e mimimi. Não tolero traição da minha confiança. 

Estou passando por grandes mudanças na vida - muito medo, mas ao mesmo tempo sabedora de que há inúmeras possibilidades - tomara ótimas - se abrindo. Voltando em breve pro Brasil (ver Sabiá, do Chico). 

Gosto de sorvete de pistache e de passear de mão dada. De tomar um choppinho e falar sobre, sei lá, como os porcos são tão inteligentes quanto os cachorros, e como há cachorros que têm mais de 200 palavras no vocabulário - vasto conhecimento em conversinha de bar - ou sobre elocubrações a respeito de evolução e moral. Assuntinhos e assuntões. Quando me proponho a fazer alguma coisa, gosto de fazer bem feito. Sou perguntadeira e questionadora. Detesto gente que não assume os erros e que não tem iniciativa. Sou crítica e crica, mas tenho excelente senso de humor - garanto que você vai rir com as minhas piadinhas ranzinzas. Eu canto bem. Às vezes tenho vontade de chorar lendo uma poesia ou até com cena de novela. Sou muito companheirona e meus abraços são sempre apertados. 

Mais sobre mim: Então vamos fazer uma listinha. Ou não. Adélia Prado e Manoel de Barros. Bethânia, Rei do Baião, Paulinho da Viola. Kings of Convenience e Carla Bruni. Caetano e Gil. Almodóvar e Woody Allen. Senhor dos Anéis e Manuelzão e Miguilim. Star Trek! Make it so. Spock no último filme que saiu. Planetários, cosmologia e ciências. No Facebook, curto: Ifeakinglovescience e George Takei. As séries da BBC e documentários. Douglas Coupland e Douglas Adams. Fringe e In Treatment. Wes Anderson e Paul Thomas Anderson. Colinho de mãe e abraço de pai. Philip Seymour Hoffman e Luke Wilson. Nick Hornby e Jonathan Tropper. Cafezinho e sobremesa. Gramática e ortografia. Cheiro de chuva e de banho tomado. Cachorrinhos para fazer carinho sempre. Chico Buarque. Piano. Sobrinhas boas de fofar. Verão. E coberta macia no frio.

4.8.13

Kings Of Convenience - Me in You


Kings of Convenience = 

2.8.13

Pra quem quiser rememorar como eu era

Antes de me tornar jovem senhora, importei o blogue antigo (até 2003): :: Menina do Didentro ::.  Caramba, era péssimo. E eu era tão (mais) bocó.  Tem muita coisa faltando - por exemplo, não tem as figurinhas. Mas já é algo. 


Aí, acho isso, num dos últimos posts que fiz:
Meu nome é Ione, sou advogada, descendo, pelo ramo materno, de japoneses legitimamente vindos em lindos e grandes e poderosos navios vindos diretamente do Japão, moro em São Paulo. Sou asseada, tenho bonita caligrafia, muito caprichada mesmo, sou pequenina, de óculos e cabelo juquinha. Gosto de passear em domingos ensolarados e de tomar caipirinha de saquê com kiwi. Prefiro Coca light a água. Adoro jiló e comidinhas feitas por outros descendentes de legítimos japoneses (ou quem tenha com eles aprendido a cozinhar). A comida da minha mãe é também uma coisa de doudo, se me perguntar. Sou torcedora do São Paulo. Tenho compulsão por livros (não, você não entendeu: compulsão). Gosto de cheiro de livraria. Recebi educação clássica, que incluía aulas de ballet e piano. Falo inglês fluente, quero aprender italiano.
Aprecio boas maneiras, asseio também, cavanhaque, um bonito sotaque, e conversas interessantes. Filosofia, piadas que de fato me façam rir. É preciso que você, moço bom, saiba dizer qual é sua poesia preferida. Se não for advogado, melhor -- há coisas mais interessantes nessa vida que medidas cautelares e ações de reintegração de posse ou jurisdição voluntária. Mas se for, não é critério que o elimine. Gostar de futebol é imprescindível. Se jogar, então, ficarei ainda mais feliz. Cinema, então, nem comento, esse critério elimina: esteja atento. Se você usar meia branca com sapato escuro, não se dê ao trabalho. Havendo barriga de tanquinho, eu passarei você pra frente da fila. Entre em contato! Não prometo felicidade eterna, mas pelo menos momentos de muitas risadas.
Engraçado citar-me a mim mesma. Tira: ser advogada, que no momento não estou. Tira: cavanhaque, que promovi a barba.  Repare que eu era bem menos exigente na época. 

1.8.13

Um Tratado sobre o Sítio de Relacionamento como Espelho da Natureza Humana

Há uma avó na que mora na minha cabeça. Talvez não uma avó, mas uma mãe de filhos bem adultos. Sempre desconfiei que dentro de mim havia essa avó adormecida. Deve ser, porque, como explicar o fato de eu só receber mensagens de vovôs/pais/ tiozões com idade variando de 50 a 60? Oh, no, wait! Aí eu estaria assumindo que leram o meu perfil. A você, tiozão, tenho a dizer que faço votos e desejo boa sorte nessa sua fase da vida, porque, se tudo der certo, eu ainda chego lá. Mas, né?, não sei. Do mesmo modo que eu não estou procurando ninguém de 20 anos, talvez você devesse procurar alguém com idade que orne um pouco mais?


O sítio de relacionamento, que deveria encher meu coração de verde esperança com tantas mis possibilidades, só me faz desacreditar mais. Democratização da internet = àquele espaço amostral que se assemelha ao Orkutchi. Pronto, falei, sou elitista. Taque pedras e chame-me de monstra.

Como é que eu vou explicar que eu não sou eliista? Que só nesse quesito ficar comigo para fins de conversar/beijar/abraçar/tchuns/fazer coisas juntos/quem sabe ter um relacionamento duradouro é que eu fico assim? Adianta ter bom coração e ser boa pessoa? Lógico. Mas se não juntar meia dúzia de palavras que levem a um assunto (nem estou exigindo discutir Kelsen ou termodinâmica ou Nelson Rodrigues - basta ser um assunto), aí não terei vontade de conversar/beijar/abraçar/tchuns/fazer coisas juntos. Poderei ser sua amiguita. Mas fazer amigos não é o principal objetivo de quem está lá. Esses amiguitos outros, cuja bondade eu reconheço e celebro, esses eu conheço na vida real. Sou só loser nesse outro ponto da vida (e em outros, mas vamos focar aqui).


Não exijo falar sobre a obra de Hans Kelsen

Não dá nem pra saber se o moço tem bom coração. Porque na maioria dos casos, o perfil está assim: 


Frase de chamada: não preenchida
Sobre você: não preenchido
Fale um pouco mais sobre você: não preenchido
Idade: 58 anos
Gosto de: mulher
Altura: 1,60 m
Peso: 90kg
Tipo físico: sarado ou pouco acima do peso ou flácido, o que seja.
Quem você procura: mulher, de 1,00 a 2,00 m, de 30 a 150 kg

Perceba que a diretiva é pra tentar ser específico.

Aí tem campos pra você falar o que você gosta de fazer, se você se exercita, tem filhos, se gosta de tevê ou de ler e tudo mais. Que geralmente tem assim: gosto, odeio e acabou. Ou tem: faço exercícios todos os dias da vida! Por 3 horas! Seguem fotos. Que o cara tira no espelho da academia e na balada de sertanejo universitário. E tem as fotos - que, mmmcomo posso dizer?, revelam a existência de toda uma estética alternativa. Tem também aquelas que mostram o ser em lugares do mundo, estilo gnomo de jardim no filme da Amélie. A pessoa ao lado de um helicóptero, na frente da torre Eiffel, em Amsterdam. Ou posadas tipo programa de namoro do Silvio Santos. O cara encostado na parede, com um pé apoiado ali, de modo que a perna fica meio dobrada. Ou deitado de lado, com as pernas formando um losango. Ou se abraçando e se curtindo. Na cozinha da casa dele, sem camisa e de óculos escuros.

Sei que cansa.

Daí eu descubro uns dois ou três perfis e tento tirar água de pedra e arrumar o que dizer. Minhas mensagens têm títulos assim:

Ateu e higiênico

ou 

Cinema e barba



Esses ninguém lê porque o ateu limpinho e o cinéfilo barbado não entram no sítio há meses ou porque cansaram que nem eu ou porque acharam uma moça. Só pode.

Só queria dizer que, se você chegou até aqui, que o sítio é uma distração. Estou bem ciente de que essa não é uma prioridade na minha vida no momento. Mas eu, sendo eu, tenho que arrumar assunto pra reclamar e fazer graça.

Tem mais. Aguarde!