11.10.09

7.10.09

Aí, foi, né? A gente mudou e eu tirei fotos

Tirei fotos quando as caixas desmontadas e os sacos ainda estavam amontoados pra serem jogados fora. Mandei pros meus amigos-família e pra moça do lugar que salva pãguis. Gentê, cês sabem, né?, que tem uma indústria de fazer filhotinhos fofos pra serem comprados em pet shops. Os cachorrinhos que são usados só pra fazerem outros cachorrinhos fofos vivem nuns canis imundos, sem atenção médica, sem amor. Ou em gaiolinhas feitas pra coelhos. E quando são resgatados, eles têm medo de pessoas e não sabem dar beijinhos e nem querem colo. Tem uma pãg lá no sítio desse refúgio que é cega. E quando foi resgatada, ela ficava viradinha pra parede, num cantinho, latindo. Então eu quero adotar um pãgui. Enfim. Aí tirei fotos do apartamento, porque quando você manda lá seu formulário pedindo pra ser aprovada como possível futura dona de pãg, eles ligam pra pessoas e perguntam se você é responsável e visitam a sua casa pra ver se não é assim um horror. Mas eles moram longe, então pediram fotos do apartamento. E fui aprovada e já ia buscar uma cãzinha no finde passado. Mas os donos, que queriam dar a cachorrinha, desistiram. Então estou esperando resultado de um outro serviço de resgate. E a voluntária que liga pras pessoas pra confirmar se você é boa pessoa está doente! Não aguento mais esperar. E fico totalmente obcecada com a página em que os cachorrinhos estão listados. E entro todo dia. Estou em fase de supercompulsão: não paro de olhar os pãguis, não paro de jogar Mafia*Wars e não paro de assistir Lost. Estou quase no fim da terceira temporada. E tenho quase 40 amigos mafiosos  no FB. Mas ainda não tenho um cãozinho para amar e chamar de meu e para ser irmãozinho da Cuca.