7.8.09

Dia 16 - Eu continuo no pacto porque não tenho vergonha na cara


Ué, eu achei que eu tinha me explicado direitinho essa história do outro lugar que eu fui ver pelas costas do meu tchefe. A coisa do outro lugar lá onde fui entrevistar não foi. Primeiro porque o Erreagá não tinha aprovado a vaga, segundo porque teve todo o lance da perspectiva. Contei, né?, que lá não seria um trabalho muito "inteligente", tem muita intriga e puxação de tapete, muita gente incompetente que sobe na vida não sei como, tudo com só 2 semanas de férias por ano. Alô? Pode ser que me liguem quando seja aprovada a vaga, mas não quero, valeu. Ligaram pra moça que pus como referência ontem. Enquanto isso, meu chefe me faz declarações de amor pra eu nunca ir embora. (esse comecinho estava em draft desde 29 de julho, pra você ter noçã)

Atualizações: Anteontem minha amiguita que me entrevistou e ofereceu a vaga me mandou mensagem de texto pra dizer que ligaram pra uma das minhas referências (já sabia) e que provalvemente o Erreagá vai me fazer uma oferta na semana que vem. Aí hoje, ni bar, depois do trabalho, tenho que explicar pra minha amiguita que, para além de ganhar mais, pra mim é importante ter um ambiente de trabalho saudável, com pessoas que se respeitam, um tchefe que sabe que eu sou séria e que tento fazer tudo bem feito (embora nem sempre consiga porque, né?) e que me dá férias quando eu quero e por quanto tempo for preciso sem ficar me enchendo e perguntando pra que eu quero folga, pra onde eu vou, essas coisas. E tem o espanhol, que ele está pagando. Além disso, meu tchefe saiu de férias, mas antes d'ele ir embora, pedi pra ele considerar um aumento pra mim. Tendo em vista todo o amor que ele sente por mim.

Aí tem o espanhol, né? Que rola assim. Ninguém faz plano de aula (!!!!). Eu chego lá e eles procuraram material que vai me ajudar e na hora da aula eles vão examinando a coisa e inventando. Tipos... ter sido professora não me ajuda muito com o meu nível de exigência, e é uma escola. De modo que já resolvi que vou engolir esse mini sapinho e continuar. Melhor que estudar sozinha de tudo.

Eu sei, essa história é tão emocionante que você fica esperando novidade como se estivesse esperando pela nova temporada de, sei lá, [coloque aqui o nome da sua série preferida]. Aliás, eu vi Som e Fúria e amei com muitos coraçõezinhos. Pra descobrir, no mesmo dia, que era o último capítulo e que eu tinha perdido tudotudotudo.

3 comentários:

  1. The Closer. É a minha série preferida :)

    E, se você eu fosse, no emprego também continuaria. Trocar 6 por 5,99 nunca é uma boa.

    ResponderExcluir
  2. Entendo muito isso. Pago todos os preços possíveis, mas pra ambiente de trabalo doentio nao volto nunquinha mais.
    beijosss

    ResponderExcluir
  3. Também acho, pessoal. Por isso por aqui vou ficando.

    ResponderExcluir