3.6.09

Quantas vezes eu vou ter que dizer?

Quantas? Prestenção. Não use meias brancas com sapato! Ou você não usa meia (se por exemplo sua calça é daquelas um pouco mais curtas) ou você usa meia que orne com a cor do sapato (né, Luiz com z?) Tô falando de meninas aqui, né. Por causa da calça curta. Que pra menina é ouquei, dependendo. Porque se você é menino dummy e está usando calça que fica um pouco curta você tem que ir imediatamente à C&A mais próxima e adquirir calças que te sirvam. A única situação da vida em que é ouquei usar meia branca com sapato é quando você estiver fantasiado de Michael Jackson. E mesmo assim, estou dando um desconto porque você pode ser mais criativo do que isso. Mulher, ouça: não use tornozeleira. Tornozeleira era legal quando a gente tinha 5 anos e também queria fazer tatuagem de chiclete na bochecha pra poder ir pra Praia Grande. E mais! Como sou sua amiga, outro conselho: se for usar tornozeleira , não use embaixo da meia-calça! Não é que eu me vista bem. Eu venho de tênis trabalhar neste escritório (mas hoje, por exemplo, vim de saltinho, o primeiro que comprei desde que cheguei a este hemisfério). Mas, pelamor, certas coisas.

* * *

Agora aqui nos trens da região da Filadélfia tem o vagão silencioso, o primeiro vagão se o seu trem tem mais do que 2. Nesse vagão as pessoas têm que falar em sussurros, não podem ficar ouvindo radinho no talo como se todas tivessem 15 anos e estivessem revoltadas com os pais trancadas no quarto e nem falando bem ALTO no telefone. Achei genial, né? Só podia, porque eu sou essa pessoa que usa protetor auricular à noite pra não acordar de manhã com o barulho do menino mais lindo do mundo levantando e tomando banho. Também uso no trabalho, pra não ouvir a gritaria da galere, já que não posso ter função educadora e ensinar sobre acústica e bom senso. O meu trem nem sempre tem mais que 2 vagões, o que muito me entristece. Nesse caso, aprendi a sentar bem longe da porta onde todo mundo se muvuca como se a sobrevivência da espécie humana dependesse de poder sair bem rápido do trem. Não tem razão de ser, se eu vou sair do trem do mesmo jeito. E o trem daqui não é que nem metrô na estação da Sé às 6 da tarde. Não é. Já experimentei esse tal de vagão silencioso e posso garantir que não funciona. Pra acabar de vez com essa cafonice de "ai, o primeiro mundo" + , posso garantir pra vocês que falta de educação e de noção é uma coisa global. No banheiro, por exemplo, sempre dá pra notar que tem gente que não lava a mão. Tem sempre gente que esquece de dar a descarga. Essas coisas. No mundo do transporte público, sempre tem a fulaninha que até antes de embarcar já está pendurada no telefone, numa conversa que dura todo o trajeto, sobe a escada rolante e sei lá onde termina. Sempre tem gente superanimada que precisa demonstrar o entusiasmo através de grandezas que medimos em decibéis. Para esse pessoal, quanto mais decibéis, melhor. Ai, eu sou tão amarga.

4 comentários:

  1. Oi. Vi seu blog em algum lugar que não lembro e adorei. Cara, detesto solenemente o barulho dos outros. Eu realmente não entendo pq as pessoas não se tocam. Eu passo o dia ouvindo música, só assim consigo trabalhar. Ao menos é um barulho que EU escolhi. No meu fone né?

    ResponderExcluir
  2. Você nem é amarga, essa galera que não tem a menor noção. E, putz, essa das meias foi a primeira coisa que me disseram quando comecei a trabalhar de social.

    ResponderExcluir
  3. Ione, você como eu está ficando mais intolerante com o tempo. Quando você me revelou isso, nos idos de 2005, expressei minha surpresa e constatamos que é uma questão de choque cultural: no litoral brasileiro meias brancas combinam com tudo, no interior só com tênis. Não é assim tipo uma regra universal. Aliás, curiosamente, faltou informar como é em Philly. :)

    ResponderExcluir
  4. Haline, pois é. Aqui eu não posso escolher meus barulhos!

    Neutron, aplique sempre a regra da meia! Muito orgulho!

    Luiz com Z, não é intolerância, é uma regra universal mesmo, que incluiria qualquer pessoa urbano-ocidental. Meia branca é pra usar com tênis (ou por dentro de sapato quando não dá pra ver por fora). Meias ornando com a cor do sapato para os demais casos. Assim como há a regra da gravata ornar com a camisa. Ou, sei lá, de não deixar a camisa muito desabotoada pra ver o peito do sujeito.

    ResponderExcluir