9.8.08

A saga do cabelo continua

Desde que eu cheguei aqui, faz o quê?, quase 2 anos, só gostei de um corte -- que eu ganhei da irmã do Menino Mais Lindo do Mundo. Não ajuda mundo que eu esteja em perto de Filadélfia e essa cabeleireira esteja perto de Phoenix. 5 horas de vôo. Rá.

Porque eu fui com essa foto, que eu mostrei no post abaixo, pro cabeleireiro chinês (que não fala inglês, mas entendo cabelo de japa) e completei com "só que não tão curto". E repeti, com outras palavras: "um pouco mais comprido" . E ele fez que entendeu.


Tinha outra foto mostrando o mesmo corte, de perfil. Se a gente não fala a mesma língua, pensei eu, certamente a fotinha valerá por todas as mil palavras que eu não sei falar em chinês.

Eu não vejo nada sem óculos. Eu tiro quando começa o corte (claro) e vou rezando pro santo padroeiro dos cabeleireiros pra guiar a tesoura e a navalha deles. E dizendo minhas rezinhas, de olhos fechados permaneci, quando a dona do salão me tirou do meu estado meditativo: "Você gosta do seu cabelo CURTO ASSIM? REALLY?"

Por JC! Coloquei os óculos, olhei pro espelho e disse: Not really. Só que não assim, com voz firme. Já meio descontrolê. E chorei. Chorei, tomei água, fiquei com o nariz escorrendo e tudo mais. E aí a dona do salão me devolveu o dinheiro, me abraçou (!!! imagina uma chinesa morando no EUA, o que precisa pra levar a abraçar uma desconhecida), pediu mil perdões, gritou em chinês com o cabeleireiro que não sabe ver fotos e disse: "Eu sei como é. Pra meninas, cabelo é tão importante! Desculpe, desculpe, desculpe". Eu disse que tudo bem, que acontece, que em 2 semanas meu cabelo vai ter crescido (mas não vai, né?, não vai).

Ocorre que esse moço cabeleireiro de hoje deve ser super fã de Natalie. Quando ela fez V de Vingança. Porque eu saí de lá com mais ou menos esse corte que agora lhes mostro:


(à foto dei o nome meigo de "car", de "careca") Corte que ela teve depois de ter raspado a cabeça e não depois de ter mostrado uma foto de uma moça super bonita com um corte que ela queria ter pra uma pessoa que a gente acha que, né?, sabe olhar a foto e copiar, porque fez curso, etc. Em defesa do moço, devo dizer que, ouquei, também é um corte que a NP usou. Então, né?, assim, longinquamente, era isso o queria. Só que eu não sou a Natalie. Portanto, não orna. Não sei nem se orna com ela. Que dirá comiga. Então agora eu tenho esse cabelinho super, como dizer isso sem ofender ninguém?, por favor não se ofendam, meninas que gostam de meninas, eu sou super S (as in GLS): fiquei com cara de sapata. Pra compensar, comprei um brincão daqueles que ficam compridinhos depois do jantar.

Mas voltando à Chinatown. Enxuguei as lágrimas e a caca de nariz na saia e escrevi uma listinhade vantagens em ficar careca:
  1. economizar no xampu e no condicionador;
  2. levar delta t meno 3 minutos no banho;
  3. economizar no cabeleireiro (daqui a uns 6 meses devo ter que cortar o cabelo de novo);
Deixei o ponto e vírgula no fim porque fiquei pensando se tinha mais alguma coisa pra colocar lá. Acho que não.

6 comentários:

  1. Ioney, por coincidência eu estava olhando meus cabelos antes de vir pro computador e apesar de não ser a coisa mais estética do mundo este segundo cabelo na Natalie era tudo o que eu precisava pra me livrar desta maldita tinta preta que eu passei...
    Boa sorte aí, tomara que seus cabelos sejam iguais aos meus que pelo menos crescem como capim na chuva e enquanto isso use muitas presilhinhas pra enfeitar.
    Fique bem! :)

    ResponderExcluir
  2. Carolina, meu cabelo cresce rápido: em umas 2 ou 3 semanas, quem sabe, vou até ter cabelo comprido o suficiente pra colocar presilhas. Rarrá.

    Ó, gente. Eu dei uma gorjeta pro moço, viu? Porque, sei lá, ele é sem noção, mas não fiquei com ódio no coração.

    ResponderExcluir
  3. Que puxa. Sei que você deve estar chateada agora, mas, ó, esse corte de cabelo é totalmente badass. Só isso já me faria andar na rua toda confiante, de nariz empinado. Eu vivi seis meses de badassiness quando usei um piercing na sobrancelha e foi uma experiência muito boa. Seu corte vai durar bem menos que meu piercing.

    Ah, dessa coisa de miopia no salão eu entendo bem. Foi um dos motivos que me fez passar a cortar o cabelo em casa.

    ResponderExcluir
  4. Ou 'fizeram'. Nhé.

    ResponderExcluir
  5. Pelo menos o cabelereiro nem falava inglês. Pior eu, que já caí nesse golpe só que aqui no Brasil, eu e o cabelereiro falávamos a mesma língua. Ou não. Ganhei um corte chanel muito muito curto, com franjinha, fiquei com cara de abajur. Péssimo. Em nossa defesa declaro que cabelo cresce rápido, logo logo você poderá usar as presilhinhas :o)

    Beijos, boa sorte!

    ResponderExcluir
  6. Meninas, obrigada pela compreensão. Estou começando a acostumar com a falta de cabelo. Hoje estou de brincões, coloquei uma roupinha melhor, estou usando até anel e pulseira. Tentando construir badassness.

    ResponderExcluir