12.6.08

A vida como ela é

Via Frufru e Swissmiss, dois blogs que estão no meu Reader:




Ali Alvarez compra raspadinhas, mas nunca vai saber se ganhou algum prêmio. A coleção começou por causa de uma ex que jogava toda semana. Segundo ele, o ciclo que se forma a quem "joga" -- sonhar, formar expectativas e decepecionar-se -- já acontece naturalmente na vida. Pra que, então, arriscar mais? Alvarez diz que ele está bem do jeito que está.

Em time que está ganhando não se mexe? Quando é que a gente deve arriscar? Só quando a gente sente que tem alguma coisa de errado? Então as pessoas ou as nossas circunstâncias não podem melhorar mesmo quando tudo está bom? Acho o projeto bem legal. Faz a gente parar pra pensar um pouquinho. Mas não concordo com a premissa da coisa toda. Quem tá na chuva é pra se molhar e acho que é legal mexer no time, mesmo que esteja ganhando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário