8.11.07

Comprei uma escova de dentes nova.

Como a gente economiza, comprei uma bem barata. Fiquei com medo de quebrar, porque já aconteceu bem quando eu estava escovando os dentes. Mais bicarbonato de sódio. Mas só pode a cada 2 ou 3 dias.* Aliás, aqui vai minha dica de limpeza que é boa pro meio ambiente: fazer limpeza de casa com bicarbonato de sódio, água e esfregação. E diz que vinagre também limpa que é uma beleza, tira gordura. Tem mais dicas se você clicar no linque. Fiquei toda preocupada com o que eu posso fazer pelo meio ambiente porque no sábado à noite isso foi meio papo em volta da fogueira no quintal. É, a gente faz fogueira no quintal, que também não é bom pro meio ambiente. A namorada do roommate junta mais roupa pra colocar na máquina de lavar pra não desperdiçar muita água e energia, em vez de ir lavandinho de pouquinho. Já o próprio roommate ganhou caneca do escritório em que ele trabalha, mas não usa. Prefere copos descartáveis, porque é um saco ter que trazer a caneca pra casa pra lavar. Mas hein? Pra você ver que o meio ambiente é muito importante pra todos nós, mas a gente não quer lavar caneca, e acha luz de lâmpada branca com cara de hospital. Ou, sei lá, gosta da comodidade dos lencinhos umedecidos com produtos de limpeza que matam 99% das bactérias. O máximo do uó - não usar paninhos, eu acho. Já eu fiquei com dor na consciência porque comprei 4 tupperwares na promô. Porque em casa as tampas todas somem. E como é que eu vou levar marmita pro almoço? Plástico leva quadrizilhões de anos pra sumir. Sabia que que cientistas brasileiros inventaram plástico biodegradável a partir de mandioca? Não é incrível? Mas meu irmão me falou que, no fim, é uma empresa alemã que vai fabricar, porque ninguém no Brasil se interessou. Eu googlaria pra confirmar o que meu irmão me disse, mas tô com preguiça. Enfim, preciso comprar talheres na lojinha de tudo-por-1-dólar, pra não usar descartável.


Mas antes da fogueira, a gente foi ver The Darjeeling Limited. Uma fofura, como todos os filmes do Wes Anderson. O menino mais lindo do mundo ama a Índia, quase chorou. Depois ele encheu a cara -- pera, assim parece que ele tem problemas com bebida e ele não tem; então: tomou umas -- em volta da fogueira e quando veio dormir quase chorou de novo porque ele queria me contar como ele tinha quase chorado no cinema. E eu acho reconfortante que Olwen Wilson seja sempre ele em todos os filmes. Tipo filme de Woody Allen. Pra mim tem que ter ou o Woody Allen ou alguém fazendo o papel do Woody Allen. A trilha sonora também é uma graça. Sempre tem The Kinks, né? Parece que ele adora. O Bill Murray aparece por 3 segundos, dá saudade. Depois fomos jantar num restaurante espanhol, mas que a gente achou com cara de besta. Tinha sangria fajuta e as porções eram minúsculas. Tenho bode de porçãozinha. Não precisa ser a desproporção de, sei lá, um café da manhã num diner -- 5 panquecas gigantes que mais parecem com bolos que não deram certo e afinaram, com manteiga, xarope pra panqueca, ovos, bacon, linguiça. Mas eu acho válido sair pra jantar e não passar fome. O porco pururucado estava gostoso. Mas é difícil manter o bom humor quando as pessoas fazem comentários do tipo: "Noooossa, essa lula está divina! Feita exatamente como no Mediterrâneo". Sorte que a essa altura a gente já tinha largado mão porque já tinha bebido toda uma garrafa de vinho.

Anotei todo esse post num bloquinho com folhas cor-de-rosa no domingo à noite. O menino mais lindo do mundo deveria estar escrevendo um paper pro mestrado, mas estava lendo notícias na BBC News. Ele é viciado em BBC News. Os olhos dele estavam lindos, verdes meio com cara de mel. E ele está vestindo uma das minhas camisetas preferidas. Uma japonesa amarela com desenho de fones de ouvido.

*Sonhei outro dia que eu estava passando fio dental, mas o sonho era daqueles em que você faz coisas que sabe que deveria ou que vai fazer, daqueles que cansam em vez de descansar.

2 comentários:

  1. Ai, que tudo!!! Você tem quintal! E faz fogueira com os amigos! Achei isso muito vibe de acampamento. Eu trabalhei num que no último dia todos se reuniam em volta da fogueira e tínhamos que cantar uma música e dar balas pra quem a gente mais gostou naquela temporada. Era bem cheesy, mas na hora era bem emocionante, eu quase chorei quando meus acampantes me entregaram pedrinhas (as balas tinham acabado). E até hoje me lembro da música. Faz um troço desses aí, aí você entrega um monte de balinhas pro seu menino-mais-lindo-do-mundo!

    ResponderExcluir
  2. A gente sentado ali, junto à fogueirinha de papel. Não tem muitas pessoas em volta da nossa fogueirinha, Chu. Somos 5 em casa. Mais a namorada e irmão de um dos roommates. 7. Acho que as eleições iam ficar prejudicadas por falta de candidatos. O menino mais lindo do mundo e o outro amigo músico tocam baixo e violão em volta da fogueirinha.

    ResponderExcluir