11.10.07

Por que eu sou tão velha?

Por que tudo o que eu quero na vida é ter um livro pra ler e ir pra casa, fazer janta, comer um pêssego, tomar banho, comer e ler na cama? Em vez de, sei lá, ir ver Of Montreal hoje à noite? Por 15 dólares. Eu vou, né?, porque eu resolvi lutar contra os avanços da senilidade. E contra a pão-durice extrema. E tipo, 15 dólares equivalem ao xou ou a um livro. Mas eu fiz upgrade da conta de aluguel de livros, e agora recebo 7 livros de uma vez. Não tenho cabelos brancos, só um que eu arranquei sem dó e nunca mais ousou crescer de volta, porque eu fiz uma cara bem feia pra ele. Mas já notei que minhas bochechas são meio caídas. Ficaram, né?, com os anos passando desapercebidamente. Todo dia, t0-do-di-a eu me prometo que não vou ficar lendo até meia-noite e meia. Tá ficando velho isso. Ontem eu pus protetores auriculares (é assim que chama?) pra não ouvir o despertador de manhã, que toca pro menino mais lindo do mundo tomar banho tipo 1 hora antes de ser a *minha* hora de acordar. Porque agora eu tomo banho quando eu chego em casa, pra ganhar 20 minutinhos de manhã cedo.

Eu não era assim. Eu voltava do trabalho, ou nem voltava e ia encontrar pessoas pra uma happy hour, pra jantar, pra ir no bar-casinha, pra encontrar, algumas raras vezes, um ou outro pretê, pra ir ao cinema, essas coisas. Voltava tarde, internetava, ia dormir. Eu não ligava de ficar um caco no dia seguinte no escritório. Ou talvez eu não ficasse um caco, nén?, considerando que antes eu era jovem. Sair pra jantar era coisa de velho. Quando foi que eu comecei a querer encontrar amigos pra jantar, ou pra um brunch? Mas também, meus amigos moram abaixo da linha do Equador, eu acima, modos que.

Lutei também contra a pão-durice no finde. Troca de estação, comprei calça de veludo, outra calça, 2 saias e 3 agasalhinhos. Ainda tenho que comprar camisas e sapatos. Porque eu tenho um, que comprei pra fazer entrevistas, dá um chulé que não é desse mundo. É uma coisa quase esotérica o chulé. E é sapatinho de verão, não aquece meus pezinhos frios de senhorinha. É duro, viu?, não morar num lugar com estações que são: frio e calor. Com chuva ou sem, não importa. Hoje tá chovendo, tá friozinho, preguiça. Amanhã é feriado aí, né? Ãin.

6 comentários:

  1. Inhone, a gente fica velha e as bochechas caem. Faz parte, amor... e é melhor ficar velha do que ficar sem noção.

    besitos

    ResponderExcluir
  2. Hohoho, eu também tô ficando com bochechas caídas e pior: rugas no canto dos olhos e todo dia esqueço de passar o creme caro que a dermatologista mandou. E também odeio chegar tarde em casa, tão bom poder chegar, tomar banho, jantar, ler e dormir. Pior do pior: eu adoro um crochê. Tô mais velha que você então, hohoho. Ai meu reumatismo...

    ResponderExcluir
  3. eu sou jovem ainda, mas isso passa, eu sei.
    juventude é uma questão de fase, pq até outro dia eu era velha. e antes disso não era. então, veja.
    será uma questão de estado civil?
    bjs, menina ione!

    ResponderExcluir
  4. Naty, mas a gente pode ficar sem noção. Espera a gente bater nos 70-80 anos! Pra gente ficar cu-cou!

    Yara, quem dera eu soubesse fazer crochê, ou trico, ou ponto-cruz. Eu quero aprender ponto-cruz!

    Thata, eu sempre fui velha, independente de estado civil. Sempre fiz um esforço pra rejuvenescer, mesmo quando eu tinha, sei lá, 2o e poucos. Fazia força mesmo! Dançar na janela da faculdade dependia da minha amiga pedindo durante a semana. Ir pro Carnaval sei lá onde também. Etc. Ãin. Que vai ser de mim quando eu bater nos 40?

    ResponderExcluir
  5. se vc é jovem ainda, jovem ainda, jovem ainda
    amanhã velho será, velho será, velho será
    a menos que o coração, que o coração ??? a juventude que sempre manterá ??

    e quando as minhas bochechas caírem, meudeus? minhas bochechas, que representam uns 12% do meu peso corporal...

    ResponderExcluir
  6. Ih, eu não sei fazer ponto cruz. Fica o avesso todo tosco, cheio de nó. E tem as cores, que precisa trocar, aí tem que arrematar tudo e dá um trabalho da peste. Levei uns 6 meses pra bordar uma toalhinha de rosto, quase morri :O) Sou uma velha desprendada e rabugenta, hehehe!

    ResponderExcluir