24.3.06

A vida de Amelie continua

Não é assim que eu sento aqui e já vou sendo Amelie. É preciso toda uma preparação para, certo? Então eu estou tomando vinho. E, aparentemente, pensando em inglês, porque eu fico pensando "vinho vermelho". Mas não é vermelho que eu sei, é outra coisa. Então pera.

Tinto, né? Ouquei. Tinto.

Aí tem toda uma trilha sonora, pessoal. Eu só oferecerei duas músicas.

Trois petits points, de um povo chamado Paris Combo. E Au coin du monde, de uma moça chamada Keren Ann.

Aí, pronto. Tá nublado, o mocinho está longe, tipo, eu poderia ter até uma polaroid da pessoa ao lado do anãozinho tão simpático que viaja todo o mundo de tão longe que ela está. Anny, não diga que eu não avisei. Essa semana eu já chorei e já fiquei oooonnnn e etc., e tudo de novo. E o gmail é meu melhor amigo. Ãin.

Agora que já deu tempo de você baixar as duas músicas, você colocou chinelinhos de ficar em casa? Serve meia também. Se bem que, né?, o calor. Não orna. Tááááá, pode ficar descalço(a). Eu diria pra você colocar cachecol também, mas não dá também. Porque para cima do Equador faz frio e para baixo faz um calor da pourra. Pera. Pijama. É preciso. É imperativo estar de pijama para essa experiência Amelie em sua vida. Se você gosta de chocolate, cai de boca. Eu não gosto, então eu (cof!) fumo um cigarro. Porque ambiente enfumaçado é muito França.

Tudo certo? Ouquei. Você está pronto para ver mais fotos de photo booths e mais photo booths. E, se sentir com espírito solidário, colaborar com um fun project (aliás, não dá vontade de fazer uma versão brasileira? Alguém? Comigo? hein?).

Bom fim de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário