21.2.06

Tá. Então eu:

(a) menti;
(b) sou uma fraca nojenta;
(c) sou tipo uma adolescente que, porque a amiga fraquejou, resolve que também pode fraquejar;
(d) sou uma excelente amiga - tanto que ao ver a amiga fraquejar resolve fumar só mais uma semana só pra fazer companhia.
Se eu fosse mentir agora e ser boa e piedosa comigo mesma, eu diria (d), mas a verdade é que eu sou uma pessoa fraca, porém não nojenta. Eu fumei, pessoal. Tá? Ouquei? Atirem pedrinhas em mim agora. Tragam o milho para que nele eu possa me ajoelhar. Coloquem-me no paredão. Digam o quanto eu não presto e o quanto eu sou traiçoeira e vulgar. Tá, tá, tá. Podem me açoitar. Eu mereço.

Eu sou uma vítima de minha fraqueza, de meu vício.

Mea culpa.

Mas aí, você tem que compreender o quanto é duro. Pense aí numa coisa de que você goste muito. Digamos que você goste de séquiço. Não que você goste, veja bem, mas, né? A nível de hipótese? Enquanto opção? Digamos, então, a nível de hipótese pra me ajudar aqui a make my case, que você goste muito de séquiço.

Pense. Depois de beber um pouquinho, ômeudeus.

Imagine. Se você der uma rapidinha, você vai até começar a pensar melhor. Ajuda nas sinapses.

Reflita. É bom fazer antes do trabalho, apesar do bafo da manhã, ou depois do trabalho, não importa. E após as refeições. Concorda? Hm? Aí que alguém - você - diz pra você que, olha, é muito bom mesmo, é muito delicioso, que é bom de fazer isso quando você está feliz, quando está frio, quando chove, quando você está sozinha (alô!, é possível experimentar o séquiço sozinha!), quando você está preocupada.

Compreenda. Você atingiu o estágio da compreensão. Né? Porque você realmente não consegue viver sem séquiço. E pensar que essa é a última vez que você poderá praticar o intercurso para o resto de sua vida te deixa desolada.

Ouquei, ouquei, I get that séquiço não tem contra-indicação (hífen?). Ouquei. A não ser que, né?, estejamos falando de comunistas, que comem, você sabe. Isso não pode. Não pode! The horror! Voltando. Você se diz: essa é a última vez. Da. sua. vida.

O pavor. Please don't leave me alone in the dark.

Aí que adotei a teoria do amigo outro que está parando de fumar. Não é assim proibido a vida inteira. É só até completar 60 anos. Ah, bom. Assim, sim. Não é uma perspectiva tão ruim. São só mais 31 anos. 31 anos esperando pra dar mais uma não é tão assim, péssimo. Né? Não é. Adotei.

Aí eu saí e comprei mais um maço. Porque é o último dos próximos trinta e um anos. Eu limpei o teclado hoje e não consegui encaixar a barra de espaço muito bem. Ela só funciona do meio pro lado direito. Se eu aprender a bater espaço com algum dedo da mão esquerda, ela se recusa.ó.viuoqueeufalei?Serecusa.

Enfim. Também comprei 3 caixas de chicletinhos de nicotina. Meus melhores amigos.

7 comentários:

  1. Amorzinhaaaaa! apesar de você não dar a míííííííínima bola prá mim (sniff) e de que eu fico aqui te lendo hooooooras e
    hooooooras sem que você se digne ir me visitar no MEU blog, cacilda, assim não pode, assim não dá! - então, apesar disso tudo, eu vou te aconselhar seriamente, filha. Seguinte: você parece ser uma p'ssoa xperrrta, bunitinha, parece que tem uma porçãããããããõ de bons amigos... Então: larga mão dessa nheca, fia!!! Pesquisa aí ó: www.actionlaser.com.br, ou então vai lá no meu orkut que tem tooooodos endereços da action laser em são paulo, um será mais próquissimo da sua casa! Eu fiz o tratamento há uns 6 anos, é bom-bonito-barato e FUNCIONA!!
    Sei lá, hoje em dia eu não bebo mais feito um gambá (que eu bebia) nem faço mais séquiço (nem quero). Estou ZEN.

    Vai lá, amiguinha, larga mão de sofrer e se culpar. Você sabe que a CULPA não é sua, é dos homi. Ouquei???

    Beijo, sua doida.

    ResponderExcluir
  2. A Milena também fumou. Shame on you all...

    ResponderExcluir
  3. Eu não fumo, mas imagino que é phoda. Se ficar pensando é pior. Melhor não regular tanto, relaxeeeeeeeeeee. Fumou?? E daí!! Já passou, agora é bola pra frente. Minha mãe fumou dos 16 aos 48, deixou de uma hora pra outra, quando não tentava mais, ninguém falava mais e por aí foi. Boa sorte!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. nem faço mais séquiço (nem quero). Estou ZEN.

    Anotado: actionlaser. Jamais PASSAR PERTO.

    ResponderExcluir
  5. Paloma, visitada está! Acho que me viro com uma boa dose de força de vontade, chicletes de nicotina e muita água. Sem necessidade de action laser. Já consegui antes, então eu sei que consigo.

    Rafael, a gente vai conseguir com esse novo approach, você vai ver.

    Sophia, bola pra frente!

    Marcos: rarrarrarrarrarrá!

    ResponderExcluir
  6. Você pode fazer como aquelas pessoas que trocam por doces. Quando tem vontade de fumar, pega um doce. Mas aí vc vai virar uma orquinha.

    Ou trocar pelo sexo, mas se toda vez que vc quiser fumar vc fizer sexo, acho que vc vira o Michal Douglas.

    O meu pai fuma há uns 378 anos, coitado. Mas, olha, mesmo fumando desde o início da adolescência ele não tem na-da no pulmão.

    ResponderExcluir
  7. Menina, seus textos são ótimos. Você é muito boa... Não no sentido "sequicual", lógico! ;)) Pops

    ResponderExcluir