24.8.05

Seus pais experimentam o coito

e o espermatozóide vai lá e corre muito e tchãn no óvulo e aí 9 meses depois você nasce, depois cresce, não gosta de batatas fritas nem de carne e sua mãe acha que você não vai vingar por falta de proteína e faz aulas de ballet, começa a usar óculos aos 7 anos de idade, por exemplo, aprende a ler, pinta com os dedos, vai pra escola, fica na escola por muitos anos, vira advogada, desvira, começa a dar aulas, etc., e de repente você se vê uma criatura de 28 anos cujo pensamento obsessivo é:

E se ele me achar feia-chata-boba?


Onde foi que meus pais erraram, meudeus?

8 comentários:

  1. Eu acho que foi quando não te obrigaram a comer batata frita. Onde já se viu uma coisa dessa?
    hahahaha

    (desculpa a brincadeira ;) )

    Mas vai escrever bem assim, hein?

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Angélica, depois eu revi meus conceitos e agora eu amo batata frita como qualquer outra pessoa. :)

    Renato, psssssssiu. É segre-dô.

    ResponderExcluir
  4. Você é chata-feia-boba porque:

    1. Não aceitou meu convite.
    2. Não respondeu minha ligação.
    3. Não aceitou meu convite de novo.
    4. Não respondeu minha ligação de novo!!!!

    Tsk, tsk. Palavras não irão expressar adequadamente minha decepção. (inicia-se o solo de violino, fecham-se as cortinas)

    ResponderExcluir
  5. Querido Rafael, woops, anônimo.

    Eu tenho esse problema com o celular, que eu sempre deixo no modo silencioso por causa das aulas e esqueço de voltar para o modo normal depois. O que toca alto, digo, porque eu tenho problemas.

    JURO que não foi por querer, juro. Eu gosto imenso da sua companhia. Me liga no telefone fixo. É mais fácil me achar.

    Ah!, o solo de violino: espero ouvir violinos brevemente, em situação menos dramática e mais romântica.

    ResponderExcluir
  6. Deletei meu segredo que o Renato postou aqui e só deixei esse pedacinho aqui:

    'sabedores todos que somos de que você não é feia-chata-boba (a menos nos momentos em que é divertidinho bancar a bobinha), a pergunta surge: tá preocupada com o quê, oras?' - Renato.

    ói, perdão. Mas não quero olho gordo!

    ResponderExcluir
  7. Ai, desculpa. Não percebi onde começava uma coisa e terminava a outra. Desculpa, desculpa, desculpa.

    ResponderExcluir
  8. Ioninha, Ioninha...me diz que vc está se sentindo linda e feliz, feliz...me diz!
    Beijos!

    ResponderExcluir