13.8.05

Diário de uma loser

Losers are so much more fun to hang out with porque eles lêem um .rtf do High Fidelity direto do computador, sem dinheiro para mandar imprimir (e óbvio, sem condiçã de imprimir 120 páginas na impressora de jato de tinta de casa), ouvindo Goldfrapp. Tipo, não orna nem um pouco, né? Tipo não. Tipo é muito difícil, você não consegue entender o quanto. E tipo, falar 'tipo' é uó.
Losers são legais porque os alunos deles acham que eles são super into bruxaria/wicca/anjos/duendes e afins e dão livros como Manual da Bruxa Iniciante ou coisa que o valha. Um dos capítulos sendo: Como contar a seus pais. E aí começa: não, você não quer tocar nesse assunto durante um café da manhã. Você quer esperar um momento mais propício para trazer o assunto à tona, para não assustar seus pais. Porque a tradução é desse tipo que te dá vontade de vomitar. Quase toda tradução de livro podre dá vontade de vomitar. E veja bem, how old is this witch?, 16?, 17?, e você com 28 ganhando esse livro. Ougód. Enfim, eles também dão ao loser um outro livro com um lindo e mimoso vasinho de flores na capa, escrito por uma cidadã chamada Fern What's-her-name. Tipo, Fern, as in samambaia. Que tal? Hã? Essa senhorinha foufa que você vê aqui ao lado, evitando levar uma lambida no momento em que está tirando uma fota para colocar na contra-capa de um de seus trocentos livros sensacionais. Assim, a compreensão de que você é loser chega quando você se dá conta de que essa pessoa que leva o nome de Samambaia e que tira fota com seus cães para aparecer nos seus Julia/Sabrina/Momentos Íntimos-like livros escreve zilhões de livros que se tornam best sellers, enquanto você está lendo High Fidelity em .rtf. Compreende? O lado bom dos livros que um loser ganha está em que você pode levá-los à livraria, receber a notícia de que eles custaram assim umas 50 pilas e ter que completar somente com 30 para pegar A long way down, que é assim muito massa. Tanto que você ri no metrô lendo e tanto que você relê de mês em mês. Quer dizer, ser massa é apenas uma das razões pelas quais o loser relê o livro. A outra é que ele não tem dinheiro para comprar outros livros. Arrem.
P.S. Eu fiquei um pouco com dor no coração. Ele parou por um instante. Mas, pourra, não dá. Bruxaria e Fern não dá.

8 comentários:

  1. Espera mais quinze dias e eu digo: muitos livros separados para você levar aqui em casa, amigam. Aguarde e confira. :)

    ResponderExcluir
  2. ainda bem que é possível trocar os livros. aff! tem razao... ninguém merece esses daí. wicca, argh.

    e, ah, goldfrapp é muito bom...

    :*

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela solidariedade, meninas :)

    ResponderExcluir
  4. Eu já achei que a Dona Samambaia fazia justamente o contrário: tentando convencer o cãozinho a lambê-la na exata hora da foto...

    Ah, e Los Hermanos, viu?

    Fábio

    ResponderExcluir
  5. Fábio, hein? Mandei o link pra você pegar as músicas, você recebeu? Praquele endereço que você me passou por aqui. Ué. Não compreendo.

    ResponderExcluir
  6. Sorry, acho que não fui claro. Eu recebi, sim. Aliás, brigadão. O comentário, na verdade, queria dizer o seguinte: "O que foi aquilo que Los Hermanos fizeram, hein? Disquinho indigesto..."

    ResponderExcluir
  7. AAAAhhhhh. Um mundo novo se descortinou pra mim. Indigesto não diria. Mas achei assim ó: ãin. Acho que ouvi uma vez e cabou. Preciso dar uma chance pra ele.

    ResponderExcluir
  8. A impressão que eu tive é que o Camelo devia guardar a maior parte das músicas dele pra Maria Rita.

    Fábio

    ResponderExcluir